Imagem capa - O DESENVOLVIMENTO DA LINGUAGEM! ❤️ ESPECIAL SER TÃO MÃE por Carolina Lena
Acompanhamento MensalDicasBebês

O DESENVOLVIMENTO DA LINGUAGEM! ❤️ ESPECIAL SER TÃO MÃE

A aquisição e o desenvolvimento da linguagem ainda é um assunto que gera muitas dúvidas. Quando a fala demora a surgir, é comum ouvirmos pessoas falando “que cada criança tem seu tempo”, “que quando entrar na escola vai falar”, “que conhece crianças que só falaram depois dos 3 anos e hoje são “tagarelas”, enfim muitos são os comentários.


Contudo, sabe-se que a aquisição e o desenvolvimento da linguagem seguem uma cronologia com marcos importantes a serem observados. Muito além da fala, propriamente dita, são as habilidades de comunicação da criança que precisam ser observadas quando se percebe um atraso.      


A primeira forma de comunicação dos bebês com o mundo é o choro, que num primeiro momento é considerado um ato reflexo, porém é o principal recurso de comunicação dos bebês com menos de três meses.


Após os três meses de idade os bebês começam a chorar menos, dando espaço a outras formas de expressar-se, mesmo que ainda de forma não intencional: surge o balbucio.


Aos três meses é possível observar a produção de vogais e sons articulados. Até cinco meses esses sons são repetitivos (/aaaa/, /oooo/, /pppp/) e a partir dos seis meses surge o balbucio em sílabas (/bada/, /padada/). Por volta dos nove meses essas produções ganham a entonação da língua materna.


Por volta dos 12 - 15 meses ocorre o surgimento das primeiras palavras com significado. Por exemplo: /papa/ para papai, para papá; /mama/ para mamãe, para mamá.



Por volta dos 18 meses já é capaz de falar em torno de 20 palavras. E a partir desta faixa etária já pode produzir frases de 2 palavras. Por exemplo: /kabômamá/ para “Acabou o mamá”; /képapá/ para “Quero comer papá”.


Com 24 meses (2 anos) já é capaz de falar 200 palavras e a extensão das frases também aumenta.


Atenção!
 

  • - Os bebês precisam ouvir a linguagem de PESSOAS REAIS e interagir com elas para aprender essas habilidades, pois a televisão, e, tampouco, os vídeos educativos fazem isso.

  • - Bebês que permanecem muitas horas por dia com a chupeta na boca perdem a oportunidades de experenciar esses balbucios variados.

  • -  Pensar que cada criança tem seu tempo, significa conhecer sobre o desenvolvimento infantil e ficar alerta ao que é esperado para cada faixa etária.

  • - Quando falamos que cada criança tem seu tempo, quer dizer que nem TODAS as crianças começarão a falar com 12 meses, quer dizer que algumas começarão com 10/11 meses, outras com 12 e outras com 15 meses.

  • E, para além da "fala", existem outras habilidades precursoras desta, ou seja, sem a aquisição de algumas habilidades anteriores, a criança não vai alcançar a fala,portanto... ✔ Busque informações de qualidade, avaliação fonoaudiológica com um profissional que estude e conheça o desenvolvimento infantil e não perca um tempo precioso para o desenvolvimento saudável da sua criança.




Aline Silva de Almeida
Fonoaudióloga - CRFa 7-9803
Especialista em Linguagem - CFFa 7728/20
Especialização em Psicopedagogia Clínica e Institucional - FSG
Especialização em Saúde da Família - UNA-SUS / UnB
Aprimoramento em Linguagem Oral Infantil - Techknowledge
Aperfeiçoamento em Fonoterapia - Faculdade Fátima
Professora de cursos de pós-graduação e cursos on-line do Grupo Rhema Educação

Instagram: @alinealmeidafono